Um sistema gerenciador de conteúdo do inglês Content Management System (CMS) é um software instalado num servidor de internet que permite através de uma interface amigável a autonomia em criar e gerenciar informações e disponibilizar no em canais on-line. Essas informações podem ser no formato texto, vídeo, imagem, MP3, etc. Total autonomia sem a necessidade de expertise em linguagens de programação para desenvolvimento de páginas e sistemas na web.

As principais características desejáveis no gerenciador de conteúdo são:

1. Capacidade de integrar toda a organização e suas extensões como: fornecedores, clientes, acionistas, governo, etc;
2. Ponto de acesso único;
3. Acesso personalizado;
4. Segurança;
5. Acessibilidade;
6. Ótimo desempenho;
7. Possibilidade de crescimento ilimitado;
8. Implantação modular;
9. Baixo custo de aquisição e propriedade;
10. Encadeamento de conteúdos internos e externos;
11. Integração com sistemas legados.

A internet como uma plataforma globalizada de TI
O que torna a internet a rede mundial de computadores tão importante para os negócios? De acordo com Cronin (1996 apud O’BRIEN, 2004) essa matriz interconectada de computadores e informações que alcança dezenas de milhões de usuários em mais de cem países é um ambiente de negócio livre das fronteiras e limites tradicionais. Conectar-se a uma infraestrutura globalizada online oferece às empresas um potencial inédito para expandir mercados, reduzir custos e aumentar as margens de lucro a um preço que normalmente é uma pequena percentagem do orçamento de comunicações da empresa. A internet fornece um canal interativo para comunicação e troca direta de dados com clientes, fornecedores, distribuidores, fabricantes, criadores de produtos, financiadores, fornecedores de informações – na verdade, com todas as partes envolvidas em uma determinada iniciativa comercial.
2.2.2. Qualidade da informação
Garvin(1992) identifica cinco abordagens para a definição da qualidade: transcendental, fundamentada no produto, fundamentada no usuário, fundamentada na produção e fundamentada no valor.
Segundo O’Brien(2004) informações antiquadas, inexatas ou difíceis de entender não seriam muito significativas, úteis ou valiosas os usuários finais. As pessoas desejam informações de alta qualidade, ou seja, produtos de informação cujas características, atributos ou qualidades ajudam a torná-los valiosos para elas. Vale a pena imaginar a informação como dotada de três dimensões: tempo, conteúdo e forma. A tabela abaixo resume os atributos e os agrupa nessas três dimensões.